90% DAS PESSOAS COMENTEM ESSE ERRO EM UMA DISCUSSÃO

Sabe aquela sensação quando você chega em casa depois de uma discussão com alguém e pensa: “Putz, eu poderia ter falado isso” ou “Porque eu não respondi dessa forma, naquela hora” e etc.

Você sente que às vezes tem medo de falar o que está pensando ou que não consegue responder “à altura” de algum comentário?

Isso acontece frequentemente com a maioria das pessoas.

Mas hoje eu vim aqui para te dizer que isso está prestes a mudar na sua vida!

Para expressarmos o que estamos sentindo há, antes de tudo, a necessidade de perceber o que se você está sentindo. A maioria de nós cresceu utilizando uma linguagem que nos estimula a rotular, comparar, exigir e proferir julgamentos.

Só conseguimos expressar aquilo que estamos sentindo quando conseguimos nomear qual é o sentimento. Quando estamos em uma discussão ou em alguma situação mais “tensa” nossa autopercepção fica confusa.

A solução para isso é praticar no dia a dia, tentando identificar os seus sentimentos e necessidades em pequenas situações e com a prática essa forma de pensar vai se tornando automática em nós e quanto mais automática ela for, menos “brancos” você terá quando estiver em uma situação de mobilização emocional.

Nunca é tarde para aprender, se desenvolver e aprimorar. Esse tipo de comunicação nos ajuda a reformular a maneira pela qual nos expressamos e ouvimos os outros.

Sabendo reconhecer o que necessitamos e sentimos podemos adotar uma comunicação mais eficiente. Confira o Passo a Passo para essa comunicação eficiente.