COMO REANIMAR UMA CONVERSA MORNA

Você provavelmente já esteve em situações em que estava conversando com alguém e não sentiu nenhuma conexão com ela, as palavras era sem sentido.

Ou em situações sociais em que tinha alguém falando sem parar sem dar chance aos outros de entrar na conversa.

Quem nunca ficou entediado de ouvir uma pessoa repetir mais de uma vez a mesma história?! Ou se sentiu uma cesta de lixo de palavras da outra pessoa?!

As conversas deixam de ficar interessantes quando as pessoas conversam sem ter consciências do que estão sentindo, necessitando ou pedindo.

Como e quando interromper uma conversa morta e ressuscitá-la?

O quanto antes, assim que você perceber que a conversa ficou morna. Quanto mais esperarmos, mais difícil fica ser educado quando decidirmos interromper.

Como interromper?

A intenção aqui é ajudar quem está falando a se conectar com os sentimentos, necessidades e pedidos que estão por trás das palavras que ela está falando. Fazemos isso tentando traduzir em sentimentos e necessidades aquilo que ela está comunicando.

Logo, se a pessoa conta uma história de anos atrás, de uma namorada que o abandonou, podemos interromper dizendo: “Parece que você ainda está magoado (sentimento) e gostaria de ter sido tratado de forma mais justa (necessidade)”.

As pessoas não têm consciência de que frequentemente é de empatia que elas precisam.

Elas também não percebem que é mais provável que elas recebam essa empatia se expressarem os sentimentos e necessidades delas.

Normalmente conversas que são desinteressantes para quem ouve, também é para quem fala.

É um sinal de maior consideração interromper as pessoas do que fingir que as estamos escutando, ninguém deseja que suas palavras sejam um fardo para a outra pessoa.