MINDFULNESS E O MOVIMENTO CORPORAL

Os benefícios da meditação chegaram ao conhecimento da maioria das pessoas após Sara Lazar, uma neurocientista da Harvard, comprovar que meditação além de reduzir o estresse, também muda o nosso cérebro. Essa pesquisa teve como resultado que as pessoas de 50 anos que praticavam a meditação da atenção plena todos os dias tinham o cérebro igual ao das pessoas de 25 anos e que as pessoas de 50 anos que não meditavam massa cinzenta do cerebro já tinha diminuído consideravelmente.

Mindfulness (atenção plena) é uma técnica de meditação que tem origem nas práticas orientas. O que se mais popularizou foi o estilo zen, que são posturas estáticas com o principal objetivo de treinar a atenção e a habilidade de observação. No entanto, muitas pessoas encontram dificuldades para se adaptar a esse modelo de meditação, cada um por seu motivo, alguns pela correria do cotidiano, outros com dificuldades em se manter na postura ereta e estática.

Quando eu comecei a praticar meditação, também tinha essas dificuldades com a meditação tradicional sentada, me sentia em maior atenção quando estava fazendo minha prática de kung fu e de movimento corporal. Assim como o kung fu, o tai chi e o yoga que são exercícios ativos que também servem como treino mental, existe uma técnica específica de mindfulness em movimento, se chama Body in Mind Training – BMT (treinamento do corpo na mente) e se trata de uma abordagem de atenção plena que usa o corpo em movimento como principal ferramenta, em outra palavras, meditação em movimento.

Essa técnica foi projetada para ajudar as pessoas a praticar mindfulness em qualquer lugar, a qualquer hora e os resultados para o bem-estar e para o cérebro são os mesmos das práticas de atenção plena tradicionais, sentadas. Vale a dica para quem quer iniciar as práticas de meditação, conte com os movimentos corporais. 😉