COM ESSE CARISMA NÓS CONVENCEMOS

Esse texto de hoje é para te contar o que o poder da presença faz por você. A presença foi um conceito muito estudado pela psicóloga de Harvard, Amy Cuddy. Ela se dedica ao estudo da linguagem não verbal e o poder que isso proporciona na vida das pessoas.

Mas afinal, o que é a presença?

“Nós convencemos por nossa presença” Walt Whitman, definiu assim.

“Confiança, nível de bem-estar e entusiasmo” segundo Lakshmi Balachandra.

Presença nas pesquisas de Amy Cuddy é o estado de sintonia com nossos reais pensamentos, sentimentos, valores e potencial, bem como a capacidade de expressá-los confortavelmente.

Bem, e o que ganhamos com esse estado de presença?

Esse estado de espírito é o que nos torna irresistíveis. Quando estamos presentes, nossa fala, expressões, posturas e movimentos se alinham de forma genuína, o que ressoa em carisma para as pessoas que estão te assistindo e ouvindo.

Lakshimi após analisar apresentações para capitalistas de risco viu que os indicadores mais fortes de quem obtinha dinheiro não eram as credenciais da pessoa ou o teor da apresentação. Os que conseguiam o investimento eram as pessoas que estavam plenamente presentes e esse estado se manifestava de forma não verbal, por meio de atributos vocais, gestos e expressões faciais.

A linguagem corporal confiante, equilibrada e empolgada tem grande peso e influencia a decisão de quem será financiado, as avaliações dos candidatos a empregos e etc. O entusiasmo com autoconfiança é um grande indicador de sucesso. Segundo Amy Cuddy isso indica a atitude profissional, garra, disposição para trabalhar duro, iniciativa, persistência em face de obstáculos, atividade mental aprimorada, criatividade e capacidade de identificar boas oportunidades e ideias inovadoras.

Normalmente, profissionais e candidatos a emprego que não transmitem essa linguagem corporal da presença costumam ser considerados menos confiantes e confiáveis, comunicadores menos eficazes e, em última análise, pessoas com desempenho fraco.

Está esperando o que para desenvolver a sua linguagem corporal?