4 INGREDIENTES DO LÍDER DE SUCESSO

Inteligência e habilidades técnicas são importantes no desempenho dos líderes, mas com as pesquisas de Daniel Goleman pudemos constatar que os líderes eficazes têm um aspecto crucial em comum: todos possuem um alto grau do que passou a ser conhecido como inteligência emocional. Sem ela, uma pessoa pode ter as melhores formações, uma mente analítica e várias ideias inteligentes, mas não será um bom líder.

Antes de te explicar o que exatamente é a inteligência emocional, gostaria de te dizer o que estou considerando ser um líder de sucesso. Basicamente são aquelas pessoas que conseguem ter grandes resultados para a empresa, sua performance e da sua equipe são bastante altas o que impacta positivamente na produtividade. Em suma, os números apontam um grande vínculo entre o sucesso de uma empresa e a eficácia de seus líderes.

Conforme os cargos se elevam dentro de uma empresa, a inteligência emocional passa a desempenhar um papel cada vez mais importante. Quanto mais alta a posição de um indivíduo com o desempenho excelente, mais as capacidades da inteligência emocional aparecem como razão de sua eficácia.

A inteligência emocional é uma habilidade que pode ser desenvolvida em qualquer pessoa e os componentes dela são:

#1 AUTOCONSCIÊCIA: É o autoconhecimento em relação às suas forças, fraquezas, necessidades, impulsos e emoções. Na maioria das vezes as pessoas autoconscientes tomam decisões que se harmonizam com os seus valores internos, o que faz com que tenham ocupações em que achem o seu trabalho motivante.

#2 AUTOGESTÃO: É o autocontrole em dominar seus impulsos e canalizá-los de formas úteis. Líderes que estão no domínio dos seus sentimentos e impulsos são capazes de criar um ambiente de confiança e equidade, nesse ambiente as rivalidades são reduzidas e a produtividade é alta.

#3 EMPATIA: É a capacidade de sentir e entender os pontos de vista de todas as pessoas da equipe. A empatia encoraja a equipe a falar mais abertamente sobre suas frustrações e ajuda às pessoas a fazerem queixas construtivas durante as reuniões, o resultado disso é uma maior colaboração entre os membros e mais resultados dentro da empresa.

#4 HABILIDADE SOCIAL: Envolve a habilidade de uma pessoa se relacionar com outras. Pessoas socialmente hábeis tendem a ter um amplo círculo de conhecimento e um dom para se conectam com as pessoas.

Esses ingredientes podem ser desenvolvidos e aperfeiçoados com o treino da linguagem corporal e da comunicação empática. Os líderes bem-sucedidos são eficazes em gerir relacionamentos quando conseguem entender e dominar suas próprias emoções e conseguem ser empáticos com os sentimentos dos outros.

Esses ingredientes tornam uma pessoa hábil em gerir equipes e são bons persuasores pois sabem distinguir qual estratégia de comunicação funcionará melhor em cada situação, por isso se destacam tanto no mercado de trabalho.