22 DIAS PARA SER QUEM VOCÊ DESEJA

Você já acordou cedo nas férias ou no fim de semana, sem o despertador, sendo que poderia e desejava dormir até mais tarde?

Prometeu comer menos doce e isso foi uma tarefa MUITO difícil?

Tentou mudar uma atitude rude e se percebeu impotente, achando que esse é seu jeito de ser e que não poderá mudar?

Se você já se sentiu assim antes, venho te trazer boas notícias:

Sua mudança desejada está a 21 dias de distância de você!!!

É isso mesmo! A neurociência pode nos ajudar a encontrar motivação para as mudanças que queremos fazer.

Vamos entender primeiro como funciona nosso cérebro:

Os neurônios têm um mecanismo chamado Plasticidade Cerebral, que é a capacidade do cérebro em se moldar a partir das suas experiências.

Pense na água: ela se adapta ao ambiente de acordo com os estímulos que recebe, podendo ser gasosa quando aquecida, virar gelo quando exposta às baixas temperaturas e assim por diante.

Da mesma forma que as experiências da água fazem com que ela se comporte de determinada maneira, o nosso cérebro se molda de acordo com aquilo que vivenciamos.

O cérebro acaba mudando sua organização estrutural e funcional como uma resposta aos estímulos repetitivos, ou seja, vai se adaptando a eles.

Sabe aquela história de “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura?”. Então!

Isso quer dizer que aquilo que mais repetimos é o que o cérebro mais grava (mas isso você já sabia, né? Lembra de quando teve que decorar a tabuada?).

Com isso surgem novas conexões entre neurônios, criando assim formas de pensar e agir, moldando as atitudes presentes e futuras de cada pessoa.

Aqui é que está a boa notícia: como nosso cérebro é capaz de aprender aquilo que ensinamos a ele, podemos treiná-lo para que ele faça as conexões que nós desejamos, ou seja, que ele pense o que queremos. Lembra daquelas fitas K7, em que a gente apertava o REC e gravava coisas novas por cima do que estava gravado antes? É mais ou menos por aí…

As sinapses são a forma de comunicação entre os neurônios: quanto mais reforçada certa sinapse for, mais forte ela fica. Portanto a plasticidade cerebral está totalmente interligada ao processo de repetição de estímulos.

Repetição é a chave. Pense em um gramado: o caminho que as pessoas mais percorrem são os que ficam mais marcados, formam aquelas trilhas de terra. É isso o que acontece com nosso cérebro: os caminhos de decisão que mais percorremos ficam mais gravados.

Um exemplo prático disso é o horário de verão: se habituamos nosso corpo a almoçar às 12h, a mudança de horário faz com que você sinta fome mais cedo, no que seria 12h do “horário normal”. O mesmo vale para quem tem costume de comer um doce depois do almoço: automaticamente o desejo aparece, e se você não sacia, parece que tem algo faltando.

Agora que entendemos como o cérebro funciona, vamos ver como podemos fazer para treiná-lo:

Se você deseja mudar uma forma de agir ou de pensar, precisa durante 21 dias reforçar continuamente as sinapses do novo jeito de agir, até que seu cérebro crie uma nova plasticidade.

A pergunta que não quer calar é: “Por que 21 dias?”

Isso quem responde é a nossa amiga neurociência:

21 dias é o tempo que o cérebro leva para criar um novo hábito e se adaptar a essa nova forma.

E aquele 22 lá no título do texto?

22 é o dia da Vitória! Você conseguiu cumprir os 21 dias do novo comportamento e o 22O é o primeiro dia da sua nova plasticidade cerebral!

Sabendo desse tempo, fica bem mais fácil de se manter motivado a seguir essa inovação proposta por você.

Não prometo que nunca mais agirá do jeito antigo, mas garanto que será MUITO mais fácil agir do novo jeito.

#Partiu fazer as mudanças que você deseja?