SE TOQUE

Estamos em outubro, mês de conscientização sobre o câncer de mama. Entrando nesse movimento e trazendo aqui para o tema do Blog Linguagens que Conectam, vim trazer um tema também importante que é o toque corporal.

Para além do câncer de mama, qual a relação que nós temos com o nosso próprio corpo? Tanto os homens quanto as mulheres.

Poucas vezes nós tocamos no próprio corpo, normalmente esse contato acontece no banho e de forma muito rápida. Na comunicação entre duas pessoas o toque corporal na linguagem corporal quando é sutil é interpretado como intimidade, carinho, zelo, transpondo isso para nosso próprio toque reflete nossa autoestima, nosso autocuidado.

O auto carinho ativa os hormônios relacionados ao bem-estar, o prazer e a felicidade. Você pode fazer isso diversas horas no seu dia a dia, experimentando acariciar seu próprio braço ou suas mãos e isso já será suficiente para estimular o seu cérebro.

O Toque também ajuda no alívio das tensões, então se você aquecer suas mãos e massagear a região do pescoço e dos ombros já vai conseguir dar uma relaxada.

Além disso, conhecer o próprio corpo permite que você perceba sutis diferenças que poderiam indicar que algo não está muito bem com você como é o caso do câncer de mama, por exemplo.

Hoje a dica era rápida e extramente importante.