CARISMA NÃO É SÓ SIMPATIA

A habilidade social não é uma mera questão de cordialidade e simpatia, apesar de que as pessoas socialmente hábeis raramente sejam antipáticas. Pessoas com essa habilidade bem desenvolvida tendem a ter a capacidade para chegar em uma conciliação com pessoas de todos os tipos, isso significa que elas desenvolvem afinidades e atuam segundo o pressuposto de que sozinho não se realiza nada importante.

Há uma ligação essencial entre essa habilidade e a inteligência emocional, porque a maioria das pessoas tendem a ser eficientes em gerir relacionamentos quando conseguem entender e controlar suas próprias emoções e conseguem ser empáticos com os sentimentos dos outros.

A empatia é crucial para gerir equipes, por exemplo. De forma parecida o autoconhecimento, o autocontrole e a empatia são requisitos da persuasão. Bons persuasores sabem o que funcionará melhor em cada situação, quando devem fazer um apelo emocional ou racional.

Mas nem tudo são flores!

Pessoas socialmente hábeis podem às vezes parecer que não estão trabalhando, parecem estar de papo furado, o que pode não ser valorizado em alguns ambientes de trabalho. Porém os resultados intangíveis são gigantes pois essas pessoas desenvolvem vínculos amplos nesses períodos e poderão no futuro precisar da ajuda de pessoas que estão conhecendo hoje. Saber aproveitar essa habilidade faz com que melhores resultados apareçam naturalmente, pois possibilita que o trabalho seja realizado sinergicamente entre todas as pessoas envolvidas. Uma pessoa motivada será inútil se ela não conseguir comunicar a sua paixão e contaminar esse entusiasmo à todos da organização.