4 DICAS PARA FAZER UMA PALESTRA MEMORÁVEL

Lembre-se de algum momento da sua infância, quando você tinha entre 7 e 10 anos. Essas lembranças que vieram na sua mente estão carregadas de emoções, não é mesmo?!

A memória está completamente ligada com as regiões do cérebro que processam as emoções. Por isso os momentos mais marcantes da sua vida, aqueles que ficaram gravados na sua memória e que provavelmente você não irá mais esquecer são aqueles carregados de sentimentos, sejam eles bons ou ruins. Portanto o primeiro passo para fazer uma palestra memorável é emocionar a sua platéia.

Como fazer isso?

Separei aqui 4 dicas práticas para criar essas memórias emocionais:

#1 EXPERIMENTAR: Além dos conteúdos/conceitos, proporcionar que as pessoas coloquem em prática o que foi aprendido, isso faz com que elas integrem as informações novas com o que elas já conheciam anteriormente. Fazer analogias do novo com o conhecido é uma estratégia muito eficiente de aprendizado, porque o conhecimento se instala em locais mais profundos no cérebro, portanto será lembrado com maior facilidade.

#2 CINCO SENTIDOS: Estimule todos os sentidos, coloque algum cheiro no ambiente, utilize imagens para ilustrar o que você estiver falando e use o recurso musical para fazer as transições de abertura, encerramento e trocas de assuntos. A música por ter ritmo e melodia, mais facilmente se instala na memória do cérebro, portanto fazer uma conexão do assunto da palestra com as músicas, é uma estratégia muito inteligente de ser usada.

#3 HISTÓRIA: Conte histórias para ilustrar o conteúdo que você quer ensinar. Nós lembramos mais facilmente de uma história, porque assim como a música uma história tem um “ritmo”, aprendemos melhor com esse recurso também porque não criamos resistência para ouvir uma história, pois diferente de uma opinião que podemos concordar ou discordar, uma história é cheia de fatos e fatos não temos como discordar. Também nos identificamos mais facilmente com os personagens, justamente porque estamos menos resistentes, histórias criam imagens no cérebro, aguçam a imaginação e isso facilita o processo da memória.

#4 MEMÓRIA DO FIM: O final da palestra é uma das partes mais importantes, porque a sensação em que a pessoa vai embora é o que vai dizer sobre os sentimentos dela em relação a palestra toda. A memória do fim é a que fica mais forte no cérebro portanto se a palestra foi boa mas o final foi morno é provável que a plateia dê em média nota 5 para a palestra toda, mas se a palestra foi morna e o final foi surpreendente é provável que a nota seja ente 7 e 9, muita diferença né?!