COMO VENCER A INSEGURANÇA

Sabe aquelas vozes que falam na nossa cabeça:

“Não gosto do meu cabelo”, “será que as pessoas vão me ouvir”, “será que vão gostar de mim”…

Essa insegurança pode te impedir de realizar tudo aquilo que você sonha, simplesmente porque não tem coragem de dar o primeiro passo. Muitas vezes você tem vários conhecimentos que você pode compartilhar com as pessoas, mas tem uma barreira que te impede de comunicar tudo isso que você já tem dentro de si.

O medo do que os outros vão pensar e das críticas que irão surgir pode parar muitas pessoas. Se você se apegar a isso as chances são de que você leve tudo para o lado pessoal e se sinta criticado e julgado, às vezes essas críticas nem aconteceram ainda e você paralisou com as possíveis críticas que talvez, possam um dia vir. Se conectar com isso não é o que fará você se superar e chegar no próximo nível.

Se você tem algo que valha a pena ser compartilhado com as outras pessoas, que poderá fazer a diferença na vida de pelo menos uma pessoa, já terá valido a pena. Você pode achar que o que você tem de conhecimento as pessoas já sabem ou que aquilo não vai acrescentar nada na vida dela ou que é muito simples e um conteúdo muito “básico”, mas o que é simples e básico para você pode ser transformador para a outra pessoa. Se você se conectar com isso, invés de se conectar com o medo, a segurança e a timidez, você irá conseguir se expor com mais leveza e tranquilidade.

Resumindo aqui com 3 dicas para vencer a insegurança:

#1 Não se conecte com o medo das possíveis críticas.

Se você ainda nem comunicou o que quer não tem como saber o que irão pensar.

#2 Se vierem críticas, não leve para o lado pessoal.

Ouça às críticas com um filtro, pegue as informações e veja o faz sentido para você, use-as de forma construtiva, para sua auto-lapidação e não leve para o lado pessoal.

#3 Se você tem algo que pode fazer a diferença na vida da outra pessoa, compartilhe.

O pensamento de que a outra pessoa já sabe o que você sabe, impede muitas pessoas de expor aquilo que elas sabem, mas acredite, a sua visão de mundo e suas experiências são únicas. Duas pessoas que ouviram a mesma palestra, por exemplo, irão absorver conteúdos diferentes e conectar com conhecimentos prévios e essa autenticidade merece ser compartilhada e sempre irá somar à visão das outras pessoas.